A importância da divulgação da atividade parlamentar do Vereador.

Quero através deste Blog poder divulgar aos meus eleitores, e aos demais de Oliveira, das Zonas Rurais e Morro do Ferro minhas ações como Vereador e como representante dos Municípes oliveirenses à Câmara Municipal. Entendo que a atividade legislativa deve ser pautada pela coerência na vida pública alicerçada na ética e nos princípios que devem reger a administração pública. Como Vereador e remunerado com dinheiro público, devo prestar contas do meu trabalho em contra prestação à outorga da vontade popular que me elegeu com honrosos 741 votos e mais, promover a divulgação pública de minhas ações na atividade legislativa (criação de leis); fiscalizatória (do Poder Executivo - Prefeitura) e reivindicatória ( representar e pedir às necessidades de nossa Cidade). Isto, é respeito ao eleitor de Oliveira. È transparência.

Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de março de 2012

VEREADOR WALQUIR AVELAR DIZ QUE ELIMINAR MANDRUVÁS DO ALTO

Em declaração à GAZETA DE MINAS, o vereador Walquir Avelar disse que "não há motivo para a PMO alegar não ter antídoto contra o surto de mandruvás do tipo coqueiro que avassala o bairro Alto S. Sebastião, pois a solução é simples, barata e caseira." Segundo o vereador, com base em especialistas consultados, para eliminar os horríveis mandruvás há diversas "receitas" eficazes e a primeira delas é quase de graça: colocar

sal de cozinha em volta do pé da árvore de coqueiro. Os mandruvás irão ao chão procurar alimento e morrerão pelo efeito do sal." Outra receita recomendada, conforme pesquisa do vereador, é pulverizar a planta com óleo mineral ou com extrato de Neem, um pouco mais caro, porém bem mais eficiente. As folhas ficarão com gosto desagradável e as lagartas procurarão outra planta das redondezas, que deverão ser também pulverizadas. Assim, os mandruvás morerrão de inanição." Uma terceira opção apontada pelo vereador requer a pulverização da coroa foliar dos coqueiros com Dimypel, que é um lagarticidade biológico, que deve ser aplicado de 3 a 5 vezes, semanalmente, até controlar os bichos." Walquir Avelar Jr. declarou, ainda, que está dispoto a colaborar no que for preciso para eliminar os mandruvás do Alto, independentemente de qualquer intervenção taddia da Vigilância Sanitária da PMO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário