A importância da divulgação da atividade parlamentar do Vereador.

Quero através deste Blog poder divulgar aos meus eleitores, e aos demais de Oliveira, das Zonas Rurais e Morro do Ferro minhas ações como Vereador e como representante dos Municípes oliveirenses à Câmara Municipal. Entendo que a atividade legislativa deve ser pautada pela coerência na vida pública alicerçada na ética e nos princípios que devem reger a administração pública. Como Vereador e remunerado com dinheiro público, devo prestar contas do meu trabalho em contra prestação à outorga da vontade popular que me elegeu com honrosos 741 votos e mais, promover a divulgação pública de minhas ações na atividade legislativa (criação de leis); fiscalizatória (do Poder Executivo - Prefeitura) e reivindicatória ( representar e pedir às necessidades de nossa Cidade). Isto, é respeito ao eleitor de Oliveira. È transparência.

Pesquisar este blog

domingo, 16 de janeiro de 2011

VEREADOR QUE MAIS VEZ E VOZ

Ao Jornal ESTADO DE MINAS
Coluna Cartas a Redação
Att: Jornalista Otacílio Lage

Gostaria de parabenizar o Estado de Minas pela matéria VEREADOR QUE MAIS VEZ E VOZ deste domingo, pág.09, e comento:


Atualmente as prerrogativas dos vereadores municipais são muito limitadas somente no exercício de legislar e fiscalizar. Ocorre que o Poder Executivo exerce, na maioria das vezes, um domínio sobre a Casa Legislativa tornando esta subserviente à vontade daquele Poder onde, aos vereadores da base de governo tudo é dado em troca dos votos enquanto aos vereadores de oposição, somente lhes restam legislar e fiscalizar, nem um simples prego de mata burro conseguem. Ocorre que, a legislação municipal se reduz apenas nas autorizações para que a administração pública funcione e, quando os vereadores necessitam de fiscalizar encontram inúmeras dificuldades, como por exemplo pedidos de informação não respondidos. É louvável e parabenizo a atitude da ABRACAM de lutar por mais poderes para o legislador municipal, mas é preciso uma maior conscientização do vereador municipal do seu papel no contexto da sua sociedade porque ele é um agente político remunerado com dinheiro público para, além de representar seus munícipes, de fazer a contraprestação do dinheiro público que recebe, deve exercer seu papel de legislador hoje muito limitado e fiscalizador principalmente, porque existe uma concentração de poderes muito grande no Executivo. Espero que a Câmara Federal possa aumentar os limites de atuação legislativa dos Vereadores Municipais e que com o advento destes novos tempos possa advir também uma maior consciência da responsabilidade aos Vereadores para serem mais independentes e menos subservientes e de fato lutar por mais espaço em legislar e fiscalizar, suas maiores funções, daí a verdadeira importância e significado da moralidade e da transparência na Administração Pública.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

SOCORRO À NOSSA SANTA CAUSA

Quero aqui como Agente Político e representante do Povo de Oliveira novamente unir-me ao Provedor do nosso Hospital José Rinaldi de Almeida porque ele sozinho não tem condições de suportar o tamanho da responsabilidade e do peso da atual crise de dívidas que pairam como nuvens de trovoadas e raios sobre a Praça Dona Manoelita Chagas, sobre o prédio do Hospital São Judas Tadeu, e somente ele, o São Judas Tadeu, grande intercessor a Deus como Santo das causas impossíveis, poderá abrir as portas e caminhos para a recuperação financeira do hospital.

O que mais de deixa indignado é a falta de visão social coletiva por parte dos atuais gestores da saúde pública municipal de Oliveira que estão com fortes indícios de políticas contrárias ao nosso Hospital, defendendo a tese “quanto pior melhor” e mais, “deixa fechar, que municipalizamos”.

Pelo amor a DEUS senhores e senhoras gestores da saúde pública, se correm em suas veias sangue nascido nesta Terra de Paulo Pinheiro Chagas e Djalma Pinheiro Chagas, por favor, vamos nos unir e não dispersar, como assim nos deixou o grande político mineiro Dr. Tancredo “não nos dispersemos”.

Todos nós já precisamos um dia, no passado, ou talvez a tempos recentes atrás, e com certeza ainda precisaremos das portas abertas do Hospital São Judas Tadeu. É a nossa única Casa de Saúde com estrutura e que em breve será dotada de CTI em funcionamento.

Apesar de não fazer parte da Mesa Diretora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, penso que seus atuais membros, precisam refletir mais sobre o significado das palavras “irmandade” e “misericórdia” para estarem de braços dados com o Provedor Rinaldi, homem vocacionado em servir ao próximo, íntegro, eficiente, ético e dotado de alto caráter moral, que nunca teve nada que desabone sua conduta.

Tenho certeza que o grande Paulo Pinheiro Chagas onde quer que esteja, espero eu no “lar celestial do repouso da nova vida eterna” está decepcionado em ver a política sendo utilizada para prejudicar uma instituição de misericórdia assistencial de filantropia, que durante décadas serve ao nosso Povo, inclusive àqueles que atualmente militam contra a continuidade desta única “misericórdia” do Povo de Oliveira que, precisa saber urgente de toda a verdade do que está ocorrendo com o hospital se unir novamente nesta SANTA CAUSA.

Rinaldi, vc não está sozinho. Deus está ao seu lado e o Povo de Oliveira contigo! Fica firme. A Câmara de Vereadores está de braços dados com a Irmandade da Santa Causa de Oliveira.

domingo, 9 de janeiro de 2011

A difícil missão de substituir ELISEU RESENDE

Envio meu comentário à nota do Caderno EM DIA COM A POLÍTICA do Jornalista Baptista Chagas Almeida denominada "CUIDADO COM A BOCA", publicada no Jornal Estado de Minas, domingo 09/01/2011, pag.02.

Prudência e caldo de galinha fariam muito bem ao futuro senador Clésio Andrade que herdará a maior missão pública de sua vida e a maior honraria que qualquer um de nós poderia almejar, ainda que de fato não o quiséssemos pelo fato da sua perda irreparável, que é substituir o extraordinário e gigante homem público ELISEU RESENDE de atributos e caráter incomparáveis e insubstituíveis. O futuro senador Clésio Andrade herdará a responsabilidade não só de assumir uma das vagas de representatividade do Estado de Minas Gerais no Senado Federal como também a dificílima e como já disse, insubstituível tarefa de dar continuidade ao eternizado trabalho do Senador Eliseu Resende cujo peso maior desta responsabilidade que me firo reside neste ponto porque a conduta ética e o compromisso com a fidelidade partidária da coligação que elegeu o saudoso e imortal Eliseu Resende é que serão os maiores desafios de peso de Clésio Andrade que só chega ao Senado Federal, sem ter tido nenhum voto dos mineiros, por ser fruto da geniosa arquitetura política de outro grande mineiro e homem público o senador Aécio Neves que, como Eliseu Resende, tem vidas e condutas públicas pautadas na ética e na coerência partidária de uma vida inteira que servem de modelo a ser seguido por qualquer político, até mesmo ao novato senador que deveria refletir bastante sobre o "peso de substituir Eliseu Resende" e que deveria se pautar no legado da vida pública e principalmente partidária daquele que haverá de suceder fisicamente no Senado Federal.”

Walquir Rocha Avelar Junior – Oliveira-MG
Advogado e Vereador

TRIBUTO A ELISEU RESENDE pelo Advogado Mauro Bonfim

Tributo a Eliseu Resende
Mauro Bomfim

A morte de Eliseu Resende é a morte de um homem de pensamento. Como pronunciou o genial Victor Hugo nos funerais de Balzac, “o pais inteiro estremece quando desaparece uma dessas cabeças. Hoje a tristeza do povo é o pesar pela morte de um homem de talento, a tristeza nacional é a mágoa pelo desaparecimento de um homem de gênio”.

Eliseu Resende foi cartesiano em tudo que fez. Como engenheiro, matemático e político. Parece que sua vida seguiu rigorosamente as linhas traçadas no “ Discurso sobre o Método”, de Renés Descartes, um modelo quase matemático para conduzir o pensamento humano, uma vez que a matemática tem por característica a certeza, a ausência de dúvidas.

Seja construindo obras monumentais, como a ponte Rio-Niterói ou obras santificadas como a passarela da Basílica de Aparecida, Eliseu sempre colocou sua cabeça de matemático brilhante e seu talento de homem público a serviço do estado e do país.

Conjugava suas hipotenusas e catetos na construção e execução de seus projetos com um sorriso doce do mineiro de Oliveira, sua querida terra natal. Com seu tom de voz baixo e sereno, Eliseu Resende cativava a todos. Pelo sorriso, pela educação de fidalgo, capaz de gestos cada vez mais raros nessa selva de pedra humana que vivemos hoje, como o de conduzir o interlocutor pessoalmente até ao elevador ou a saída, ou de interromper os atribulados afazeres diários para uma pausa oferecendo ao convidado um café da tarde à moda continental, à mesa com os quitutes mineiros mais saborosos.

Com o desaparecimento de Eliseu Resende , Minas e o Brasil perdem uma grande cabeça pensante. O gênio em transporte e energia que assombrou os ministérios e o parlamento de Brasília pela sua análise densa e profunda de temas raramente dominados pelos homens do governo ou do Legislativo.

Eliseu Resende , antes de baixar ao túmulo, recebeu em Oliveira o último adeus da terra que tanto amou. Jesus Cristo subiu aos céus exatamente no monte das Oliveiras, em Jerusalém, de onde ressurgirá conforme o profeta Zacarias. De Oliveira, Eliseu Resende partiu para penetrar na tumba e ao mesmo tempo na glória. Como na invocação de Victor Hugo nas exéquias de Balzac, “de ora em diante brilhará por cima de todas as nuvens que correm por sobre as nossas cabeças, entre as estrelas de nossa pátria”.

Paulo Pinheiro Chagas, o notável orador, escritor e político de Oliveira certamente receberá seu conterrâneo no jardim celestial, saudando-o com os mesmos adjetivos que tributou a Gustavo Capanema, outro ilustre mineiro da vizinha Pitangui: Eliseu foi um homem ameno, heleno, sereno. Ameno na finura do trato, heleno pelo gosto atico das coisas da ciência e do pensamento, sereno no sucesso ou no revés;
Quando um espírito elevado como o de Eliseu Resende majestosamente penetra em outra vida, certamente sua aura de luz continuará sempre pairando sobre nós na vida terrena.
*Mauro Bomfim é Jornalista e advogado – maurobomfim@maurobomfim.com.br

Movimento social do Combate à Corrupção

Envio meu comentário à oportuna matéria da Jornalista ALICE MACIEL nominanda " FISCAIS À CAÇA DE CORRUPTOS" SITES DÃO TRANSPARÊNCIA, publicada no Jornal Estado de Minas, domingo 09/01/2011, pag.09.

A atitude cidadã da belo horizontina Núbia Souza é digna de reconhecimento público pela grandeza de sua determinação que optou pela liberdade de fiscalizar do legislativo municipal da Capital Mineira do que ser mais uma subserviente daquele Poder. Me associo à grande corrente do movimento social pela transparência dos órgãos públicos defendida pelo Juiz Marlon Reis - Presidente do Movimento de Combate à Corrupção (MCCE), no qual a partir de hoje me associo e filio, porque não se pode viver num estado democrático de direito com liberdade de opinião e expressão sem que haja a plena transparência dos gastos públicos dos Poderes Executivo e Legilativo disponíveis de fácil acesso a todos que desejarem saber por exemplo, o quanto gasta o Prefeito Municipal da sua cidade com as depesas pessoais de locomoção em viagens, diárias, hospedagem, alimentação, dentre outras, da mesma forma a todos aqueles detentores de mandato eletivo. O agente político que exerce a outorga da representação popular deve disponibilizar seu trabalho e prestar contas do dinheiro público que recebe e da forma como retribui seus serviços ao povo que o elegeu que deve ser o seu incancável fiscal. Por isso é urgente o crescimento do Movimento de Combate à Corrupção e que todas as Câmaras Municipais de Minas Gerais possam criar o PORTAL DA TRANSPARÊNCIA que divulga pela internet todos os gastos dos Executivo e Legislativo. Aqui na minha Cidade, de minha autoria, apesar de aprovado, o povo de Oliveira ainda não pode fiscalizar com transparência todas as despesas do Palácio Municipal, identificar onde e de que forma o dinheiro público foi gasto, como por exemplo nas contratações com terceiros, prestações de serviços, gastos do Prefeito Municipal em viagens oficiais, por exemplo uso de telefone celular, dentre outras despesas que deveriam estar disponíveis e de fácil acesso ao todos os munícipes oliveirenses. Quem interessar disponibilizo modelo da lei de criação do PORTAL DA TRANSPARÊNCIA. @: walquiravelar@gmail.com ou